Textos da Artista

Meus Movimentos

Ir em busca de algo que poderia ser, mas ainda está em suspensão; e trazer como imagem ou sensação para o aqui agora. Um olhar eternizado no movimento das coisas são as coisas em movimento; é a vida! A vida no pulsar de nossos corpos como abrigo amigo de nossa alma, mas que também sofre e padece.
Um convite a um olhar generoso e acolhedor para dentro, onde reside o todo e mora nossa intimidade, as cavernas do nosso ser. Cavernas, fendas, dobras, movimentos, corpos... O não estático. Como células do universo, somos um só corpo, fazemos parte de uma unidade viva.

Aceitar e respeitar esse abrigo corpo, o nosso, o vosso, o diferente, o desviante, pois um corpo de passagem são sempre paisagens em movimento. Movimento é vida, a inclusão é a vida em movimento.


Talvez só tenha me dado conta da existência do meu próprio corpo e da importância do movimento quando em minha infância fui, devido a uma enfermidade, privada de caminhar.
Ao fim dessa experiência de dor, resgatei a leveza, descobrindo a magia de quase voar no movimento persistente do balé clássico.

Minha formação artística iniciou-se logo cedo como um instrumento de estudo, expressão, e prazer, um verdadeiro ofício de amor.

Da necessidade de compartilhar meu amor pela arte ,e da convicção não só da importância na formação do ser humano, como também na possibilidade de transformação através dela, me dediquei além do trabalho como artista plástica, ao ensino das artes e à Arteterapia.
Hoje artista pesquisadora, Arte educadora e Arteterapeuta, continuo um trabalho que iniciei na adolescência: levar a arte aos socialmente excluídos.

Além do voluntariado, venho desenvolvendo um trabalho de Arteterapia e reabilitação com idosos, adolescentes e crianças especiais.

Sigo procurando fendas, onde a arte como expressão da vida, sempre me revela misteriosamente o novo. Uma arte que não exclui, que nivela, e cura.
Gersony Silva